Domingo, 18 de Novembro de 2007

Modas e modernices

 

Nov
18

abstrato1.jpg

 

 É assim, é assim, é assim. Por todo o lado tanta vez já ouvi este __ é assim __. É em debates na Tv. ou rádio, é em simples conversas de café.
“ É assim “, subentendo por uma afirmação, e antecedendo uma resposta, logo deduzo que quem isto disse está a afirmar que o que vai dizer, é rigorosamente assim, sem margem para dúvidas.
Mas depois confirma-se que nem sempre é assim.
Eu, um dia escrevi: __ Nada substitui nada, nem nada é insubstituível __. Mais tarde arrependi-me de ter escrito isto. Lembrei-me de que em pleno século XXI , o sangue, ainda não é substituível. É claro que em muitas outras matérias algo substitui outro algo integralmente em algumas e parcial-mente noutras .
“ Lembro-me que há gente que pensa que é insubstituível, que em tudo que diz ou faz é melhor que todos os demais, “coitados, que se cuidem…”
Não sou especialista nesta matéria, (e certamente não sou em nenhuma), penso. Mas acho que, o indivíduo que usa sistematicamente o tal __ é assim__, sofre de um bloqueio de raciocínio, que se reflecte na sua forma de expressão.
Por exemplo:
O actual treinador do Sporting, __Paulo Bento __, não consegue dizer seis palavras sem que introduza na sua palestra um prolongado e muito irritante __ ãããã__.
Mas que raio! Que é isto? Será uma forma de ganharem tempo para melhor poderem escolher as palavras ideais para a resposta que lhes pedem?
A alguns, aqueles que pelas conveniências, permanentemente obrigados ao politicamente correcto, até aceito, que tenham que escolher as palavras ideais, menos agressivas, __ não vá acontecer que as suas palavras tenham a audácia de ferir aquelas espécimes prenhes de susceptibilidades! E com isso espalharem-se ao comprido e ficarem por ali aos ais __.
Mas, ó gente! E então os demais? Será que andam todos malucos, ou será apenas uma onda, de mais uma moda destas modernices?
Alguns, a isto, acrescentam, usam e abusam do “pronto” enfeitado com um incorrecto (S) e fica “ prontos.” E arrematam com um ,”é claro!”. Quando por vezes nada é, nem está claro, pelo contrário, __ até o tempo está farrusco!
Para descongestionar deste prato indigesto: desligo o “radar”, visto o casaco, “dou corda aos sapatos”, e vou apanhar ar fresco.


publicado por Entra ou Sai às 13:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Quando a música parar

. O Baile dos Malditos

. Cicloamores

. O Quarteto na Vigairada

. Obra - Prima da Criação

. É Natal

. Modas e modernices

. Abaixo de cão

. Pedradas, chapadas e esto...

. Pedradas, chapadas e esto...

.arquivos

. Julho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds